quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Salve Geral - 2009


Imagem: Internet


Sinopse:

Lúcia (Andréia Beltrão) é uma viúva de classe média que sonha em tirar o filho Rafael (Lee Thalor), de 18 anos, da prisão. Em suas frequentes visitas à penitenciária ela conhece Ruiva (Denise Weinberg), advogada do Professor (Bruno Perillo), líder do Comando. As duas ficam amigas e logo Lúcia é usada em missões ligadas à organização criminosa. Precisando do dinheiro, ela aceita realizar as tarefas. Paralelamente o Comando passa por uma luta interna pelo poder, ampliada pelo confronto dos prisioneiros com o sistema carcerário. Quando o governo decide transferir, de uma só vez, centenas de presos para penitenciárias de segurança máxima no interior do estado, o Comando envia a ordem para que seus integrantes realizem uma série de ataques em pleno Dia das Mães, deixando a cidade de São Paulo sitiada.

Elenco:



Andréa Beltrão (Lúcia)

Denise Weinberg (Ruiva)
Lee Thalor (Rafael)
Eucir de Souza (Chico)
Kiko Mascarenhas (Delegado Raul)
Michel Gomes (Xizão)
Giulio Lopes (Dávila)
Guilherme Sant'anna (Pedrão)
Taiguara Nazareth (Tirso)
Bruno Perillo (Professor)
Chris Couto (Ângela)
Luciano Chirolli (Secretário)
Pascoal da Conceição (Dr. Pereira)
Julio Cezar (HD)
Otávio Martins (China)
Juliano Cazarré (Zé)
Fábio Herford (Rubinho)
Marizilda Rosa (Tiana)
Neco Vila Lobos (PM do hospital)
João Signorelli (Careca)
Almir Barros (Tavinho)
Riba Carlovich (Davi)
Rafael Losso (Beto)
Catarina Abdala (Guarda)

NOTA DO BAÚ: Mais um filme nos moldes de Tropa de Elite - 2007, uma boa interpretação de Andréa Beltrão, uma maneira de não esquecermos aquele dia em que a sociedade acabou descobrindo quem realmente manda no Brasil, mas na minha opinião, só levou o direito de ser candidato ao OSCAR 2009, pelo forte apelo da história real.
Particularmente acho que BESOURO - 2009 merecia ter sido o escolhido para a disputa ao invés de Salve Geral, mas nem por isso deixa de ser uma boa programação.
Bom divertimento e muita Pipoca.

Uma pequena amostra de HOUSE - 1ª Temporada para apreciarem!!!

Meus caros, não é nossa política disponibilizar downloads aqui, por motivos já explicados ao lado dos posts, mas como é de domínio público, vou lhes dar a Primeira Temporada de House para Downloads, mas darei os episódios dublados.
Espero que gostem e loquem ou outros episódios, com isso logo estarão assistindo a 6ª Temporada, garanto que é uma boa dica do Baú do Thiago - Sessão Pipoca.




HOUSE - 1ª TEMPORADA























Espero que a diversão esteja garantida para todos vocês, não se esqueçam da pipoca.
By Thiago dos Santos

Série HOUSE



"HOUSE", uma visão inovadora sobre os dramas médicos, soluciona mistérios onde o vilão é uma doença e o herói é um médico irreverente e controverso que não confia em ninguém, nem em seus pacientes.


O Dr. Gregory House (Hugh Laurie, "O Vôo da Fênix", "O Pequeno Stuart Little"), que é destituído de boas maneiras e lida com sua dor física constante, usa uma bengala que aparenta salientar seu comportamento acerbo e brutalmente honesto. Seu comportamento muitas vezes beira o antissocial, mas House é um médico que faz diagnósticos brilhantes, e seu modo de pensar, que foge ao convencional, e seus instintos impecáveis permitem que ele seja muito respeitado. Um especialista em doenças infecciosas, ele é bem sucedido no desafio de solucionar quebra-cabeças médicos para salvar vidas.

House lidera uma equipe de elite de jovens especialistas que o ajudam a elucidar diagnósticos misteriosos: o cirurgião plástico Dr. Chris Taub (Peter Jacobson, "The Starter Wife", "In Justice") e a enigmática Treze, a Dra. Remy Hadley (Olivia Wilde, "The Black Donnellys", "The O.C.", "Skin"). Ele é o melhor amigo e confidente do oncologista Dr. James Wilson (Robert Sean Leonard, "Sociedade dos Poetas Mortos"), mas House mantém um relacionamento um tanto volátil com a Dra. Lisa Cuddy (Lisa Edelstein, "Felicity", "Ally McBeal"), a diretora do hospital. Embora os dois constantemente estejam envolvidos em conflitos sobre os deveres de House e o comportamento não convencional dele, até mesmo ela admite que o brilhantismo dele vale o trabalho. O neurologista Dr. Eric Foreman (Omar Epps, "Contra Tudo e Contra Todos", "ER") é o "vigia" de Cuddy no dia a dia de House.

A imunologista Dra. Allison Cameron (Jennifer Morrison, "Star Trek" [2009], "Dawson's Creek") e o especialista em tratamentos intensivos Dr. Robert Chase (Jesse Spencer) são ex-membros da equipe de House e não têm mais que responder à ele, agora que Cameron é a chefe da emergência e Chase trabalha na ala cirúrgica do Hospital Escola Princeton Plainsboro.

Ficha Técnica:

ELENCO:


Hugh Laurie (Dr. Gregory House), Lisa Edelstein (Dra. Lisa Cuddy), Robert Sean Leonard (Dr. James Wilson), Omar Epps (Dr. Eric Foreman), Jennifer Morrison (Dra. Allison Cameron), Jesse Spencer (Dr. Robert Chase), Olivia Wilde (Dra. Remy Hadley/Treze) e Peter Jacobson (Dr. Chris Taub).

CRIADOR:

David Shore ("Hack", "Family Law", "Law & Order").

PRODUTORES/ESTÚDIO:

Katie Jacobs ("Gideon's Crossing"), David Shore, Paul Attanasio ("Gideon's Crossing", "Homicide: Life on the Street"), Bryan Singer ("Dirty Sexy Money", "Superman - O Retorno", "X-Men"), Thomas L. Moran ("NCIS", "JAG", "Hack"), Russel Friend ("Boston Public", "John Doe", "Roswell") e Garrett Lerner ("Boston Public", "John Doe", "Roswell")/Heel and Toe Films, Shore Z Productions, Bad Hat Harry Productions e Universal Media Studios.

MÚSICA TEMA:

"Teardrop", Massive Attack.

ESTREIA:

EUA: 16/11/2004

BRASIL: 14/04/2005

STATUS:

Série renovada; 6ª temporada — 134 episódios.

HORÁRIOS:

UNIVERSAL: quinta (23h00); sexta (01h00); domingo (16h00).

Dr. House x Patch Adams o Amor é Contagioso.

Bom meus queridos, voltamos com força máxima para nosso blog. Espero que compreendam o período que ficamos sem atualizações, esse blogueiro que vos digita, não tem remuneração por aqui (ainda) e o caixa ficou apertado.

Dado os devidos esclarecimentos, vamos ao que interessa:

Doutor House x Patch Adams o Amor é contagioso.

Como posso indicar os dois, o filme e a série, sendo dois médicos completamente diferentes, mas a atuação de Hugh Laurie, ("O Vôo da Fênix", "O Pequeno Stuart Little"), como Doutor Gregory House, faz a série ser maravilhosa, por isso, vou abrir uma exceção, não só vou falar da série, como vou indicar os dias que passam na TV a Cabo e disponibilizar a primeira temporada para vocês experimentarem o gostinho de HOUSE.

Luz, câmera, Sessão Pipoca.

Thiago dos Santos
Cinéfilo e Blogueiro

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Um mês!!!

Boa tarde pessoal!!!


Depois de um mês inteiro muito turbulento, sem conseguir postar nada nos blogs, estou voltando e espero que dessa vez seja para não demorar mais para postar.

Um grande abraço a todos que tiveram paciência com esse blogueiro...
 
E venho cheio de novidades e dicas de filmes para todos...
Luz, Câmera, Sessão Pipoca....

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Girassóis da Rússia - 1970



Com um estilo próprio, o cineasta italiano Vittorio De Sica, dirige este memorável filme que narra a saga de uma mulher apaixonada em busca do marido desaparecido no front durante a Segunda Guerra Mundial. De Sica (Duas Mulheres, de 1960) gosta de retratar os dramas da vida sem maquiagem e dar um tom real a quase todas as tomadas – não reveste o personagem daquele heroísmo que desperta no público a sensação de aparente imortalidade.


O drama é aberto com imagens de girassóis e ao som da marcante trilha sonora de Henri Macini, que propiciam um clima de renascimento e esperança, mesmo depois das cinzas da guerra e suas irreparáveis perdas. É neste ambiente que Giovanna (Sophia Loren - El Cid, de 1961) deixa a bela Itália e sai em busca de Antonio (Marcello Mastroianni - A Doce Vida, 1960) que oficialmente é dado como perdido (morto) nos campos da Rússia. Ela não cansa de repetir: “Ele está vivo”. E está. Na esperança de encontrá-lo, percorre belíssimas plantações de girassóis, que com suas flores amarelas cobrem o outrora campo de batalha, trazendo a superação da morte e unindo seres humanos que no passado se digladiaram.

Antonio foi salvo – estava ferido e congelando - por uma camponesa russa; justo ele, que era italiano e inimigo dos russos. A tragédia da guerra os une e passam viver como marido e mulher em uma pequena vila. O casal tem uma filha chamada Katya que em sua inocência desmorona o castelo de Giovanna, quando esta enfim chega ao lar onde vive o tão buscado marido e escuta a pequena dizer: Buongiorno! Não precisava ouvir mais nada – o pai, sem dúvida, a ensinara. Uma mulher sente quando tudo está perdido. O reencontro com Antonio é constrangedor, pois sua atual mulher Masha (Ludmila Savelyeva) o espera e quando ele desce do trem tenta beijá-la, mas é rejeitado; logo adiante está aquela que atravessou fronteiras em nome de um amor que acreditava perdurar no tempo. Os olhares se cruzam e aí já era tarde demais para um recomeço. Havia outra entre eles.

O amor de Giovanna foi posto à prova e ela não nos decepcionou. Aqui está a diferença de sentimentos – a mulher nasceu para o amor único e verdadeiro e o homem não necessariamente. É minha opinião e o filme me faz refletir sobre este ponto, sobretudo, quando Antonio não volta para sua mulher, mesmo tendo o caminho livre. Por que não voltou? O que falou mais alto? Talvez não a amasse ou acomodou-se diante das circunstâncias. Os homens sempre encontram justificativas para suas fraquezas e covardias amorosas.

Decepcionada, a bela Giovanna retorna para seu país e termina por encontrar um companheiro para tentar preencher o vazio deixado pela perda do amado que ficou em terras estranhas. Sabemos e sentimos que ela jamais irá esquecê-lo, viverá para sempre das lembranças de um sentimento que acreditou e que se deu de corpo e alma. A razão a impede de sair em uma nova cruzada, pois ao receber em sua casa a visita de seu ex-marido recusa um convite para acompanhá-lo, quando diz: “... Tenho um filho ali dentro. E sua filinha?... Não podemos esquecê-los.”. A despedida na estação é marcada mais uma vez por um olhar distante; distância que o homem desejado não foi capaz de superar.

Os Girassóis da Rússia é uma elegia ao amor; um tributo aos amantes da sétima arte e um filme para jamais ser esquecido. Uma reflexão sobre os verdadeiros valores da vida a dois, dentre eles um dos mais sublimes: o juramento perante o altar ou qualquer outro lugar. Promessa esta quebrada por Antonio. “O que restou do nosso amor ficou... No tempo esquecido por você...”.

Por Walter Silva Pinto Filho

terça-feira, 29 de setembro de 2009

A ESPERA DE UM MILAGRE - 1999




The Green Mile (br / pt: À espera de um milagre) é um filme estadunidense de 1999, do gênero drama, dirigido e roteirizado por Frank Darabont e baseado no livro homônimo de Stephen King, lançado em 1996.


Sinopse:


Ambientado em 1935, no corredor da morte de uma prisão da Louisiana, conta a história da relação entre Paul Edgecomb, o chefe de guarda da prisão, e um de seus prisioneiros, John Coffey.

Coffey é um homem negro de grandes proporções, condenado à morte pelo assassinato de duas garotas brancas. Aos poucos, desenvolve-se entre Edgecombe e Coffey uma relação incomum, baseada na descoberta de que o prisioneiro possui um dom mágico que é, ao mesmo tempo, misterioso e milagroso. O guarda se debate em um conflito moral entre o cumprimento do dever e a consciência de que o homem que ele deverá matar pode não ser o culpado de um crime tão brutal.

A história é contada em flashback por Edgecombe, durante sua velhice em um asilo. Além da relação com Coffey, Edgecomb relata as histórias de outros guardas e condenados.

Elenco:


Tom Hanks .... Paul Edgecomb
Michael Clarke Duncan .... John Coffey
David Morse .... Brutus "Brutal" Howell
Bonnie Hunt .... Jan Edgecomb
James Cromwell .... Warden Hal Moores
Michael Jeter .... Eduard Delacroix
Graham Greene .... Arlen Bitterbuck
Doug Hutchison .... Percy Wetmore
Sam Rockwell .... 'Wild Bill' Wharton
Patricia Clarkson .... Melinda Moores

Principais prêmios e indicações:

Oscar 2000 (EUA)

Indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Michael Clarke Duncan), Melhor Som e Melhor Roteiro Adaptado.

Globo de Ouro 2000 (EUA)

Indicado na categoria de Melhor Ator Coadjuvante (Michael CLarke Duncan).

Prêmio Saturno 2000 (EUA)

Venceu nas categorias de Melhor Filme de Ação / Aventura / Suspense, Melhor Ator Coadjuvante (Michael Clarke Duncan) e Melhor Atriz Coadjuvante (Patricia Clarkson).


Indicado nas categorias de Melhor Diretor e Melhor Música.

Academia Japonesa de Cinema 2001 (Japão)

Indicado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Prêmio PFS 2000 (Political Film Society, EUA)

Venceu na categoria Direitos Humanos.

Curiosidades:

  • Apesar de durar três horas, teve uma arrecadação de mais de 130 milhões de dólares, apenas nos EUA.


  • Trinta ratinhos se revezaram em cena para interpretar o ratinho Mr. Jingles.


 NOTA DO BAÚ: Esse é aquele tipo de filme que você não pode deixar de assistir pelo menos umas duas vezes na vida. As vezes você pode se perguntar o porque nós do Baú, sempre apresentamos com otimismo e empolgação os filmes que aqui indicamos. A resposta é simples, estamos indicando os filmes que em nossa opinião são merecedores de sua atenção e feitos para sua diversão. Quem sabe, e porque não, também para nossa reflexão. Não poderíamos e nem iremos esquecer de destacar a excelente qualidade de interpretação dos atores, é um filme de 188 minutos, mas você nem vai sentir o tempo passar.
Se ficou interessado, pode ir a sua locadora de confiança mais próxima, ou se quiser, pode ir ao nosso blog Baú do Thiago - Downloads e baixar o filme. Boa diversão e não esqueçam a PIPOCA.

sábado, 26 de setembro de 2009

Lista de Filmes e Trilhas Sonoras para Download:

FILMES

  1. 12 ROUNDS
  2. A COLHEITA DO MAL
  3. A CONSPIRAÇÃO
  4. A ÚLTIMA CASA À ESQUERDA
  5. AMOR OU AMIZADE
  6. ANJO DE VIDRO
  7. BLOOD THE LAST VAMPIRE
  8. CAÇADA EXPLOSIVA
  9. CEMITÉRIO MALDITO
  10. CRÔNICAS DA MEIA NOITE
  11. DE CASO COM O INIMIGO
  12. ENCAIXOTANDO HELENA
  13. ESCURIDÃO MORTAL
  14. EU SEI QUEM ME MATOU
  15. FLASH GORDON
  16. FOGO CRUZADO
  17. FRATERNITY HOUSE
  18. GAROTAS S.A
  19. GIRASSÓIS NA RÚSSIA
  20. HALLOWEEN - O INICIO
  21. HERÓIS
  22. HIGH SHOOL MUSICAL 2
  23. HOMEM DE FERRO
  24. JOGO SUJO
  25. NO MUNDO DA LUA
  26. O ALBERGUE 2
  27. O BANDO
  28. O CASAMENTO DOS MEUS SONHOS
  29. O INCRÍVEL HULK 2
  30. O JUSTICEIRO 2: EM ZONA DE GUERRA
  31. O MISTÉRIO DAS DUAS IRMÃS
  32. O SEGURANÇA FORA DE CONTROLE
  33. O SENHOR DOS ANÉIS - TRIOLOGIA
  34. O ÚLTIMO ESPÍRITO
  35. ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ
  36. OS COSMONAUTAS NO MUNDO DA LUA
  37. OS REIS DA RUA
  38. PAIXÃO SOBRENATURAL
  39. PRAZERES PROIBIDOS
  40. QUEBRANDO REGRAS
  41. SIM SENHOR
  42. SIMPLESMENTE FELIZ
  43. SOMBRA DA MORTE
  44. TRANSFORMERS
  45. TRANSFORMERS 2 - A VINGANÇA DOS DERROTADOS
  46. UM AMOR PARA RECORDAR
  47. UM ATO DE LIBERDADE
  48. UMA CHANCE PARA VIVER

TRILHAS SONORAS

  1. TRILHA SONORA - CURTINDO A VIDA ADOIDADO
  2. TRILHA SONORA - KARATE KID II
  3. TRILHA SONORA - RAMBO III
  4. TRILHA SONORA - TODO PODEROSO

 
Para Baixar Clique: Baú do Thiago - Downloads

NOTA DO BAÚ: Temos mais de 800 filmes e 200 trilhas sonoras para postar, faremos isso gradativamente, portanto não perca a chance de seguir a Sessão Downloads do Baú e ficar sempre ligados nas novidades.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Um Crime de Mestre - 2007




Sinopse:


O engenheiro Ted Crawford (Anthony Hopkins) descobre que sua mulher o traiu e planeja o crime perfeito. Como principal suspeito de ter atirado na cabeça de sua esposa, é interrogado nos tribunais pelo promisso promotor público Willy Beachum (Ryan Gosling). Sem nunca perder um caso, o advogado não encontra provas para incriminar o frio assassino. Crawford é solto e as brigas se estendem para fora dos tribunais, como cão e gato que trocam de papel constantemente.

Elenco:

Anthony Hopkins: Ryan Gosling
David Strathaim: Billy Burke
Rosamund Pike: Embeth Davidtz
Xander Berkeley: Fiona Shaw

Direção: Gregory Hoblit
Produção: Charles Weinstock
Fotografia: Kramer Morgenthau
Trilha Sonora: Riccardo Broschi

Crítica por Celso Sabadin:

Não é, nem será o melhor suspense policial do ano, mas cumpre o que promete: um bom entretenimento, bem dirigido e com um roteiro intrigante. Assim é Um Crime de Mestre , novo filme do diretor Gregory Hoblit, o mesmo de As Duas Faces de um Crime e Possuídos . A trama fala de Ted (Anthony Hopkins), um engenheiro que atira friamente na sua mulher adúltera, confessa o crime, se entrega para a polícia e não deseja sequer um advogado para defendê-lo. E mais: ele tem certeza absoluta que será absolvido. Como? Usando e abusando das brechas da lei. Por outro lado, o jovem promotor Willy (Ryan Gosling, numa interpretação que lembra muito Edward Norton), designado para condenar Ted, está com a cabeça longe do caso, muito mais preocupado com seu futuro novo emprego num poderoso escritório de advocacia. Estes fatores combinados poderão levar à absolvição total do frio criminoso. Um Crime de Mestre nos faz recordar dos antigos episódios do seriado de TV Columbo . A estrutura é muito parecida. Tudo começa com uma pessoa de classe alta praticando um crime que o espectador acompanha em sua totalidade. A idéia é tornar o público ciente de todos os detalhes do assassinato e travar com o espectador um jogo de lógica e suposições até a virada final, quase sempre surpreendente. Neste sentido, Um Crime de Mestre não decepciona. Talvez a trilha sonora seja redundante e insistente demais (como tem acontecido na maior parte da produção comercial norte-americana), e talvez Anthony Hopkins esteja um pouco careteiro demais, mas mesmo assim, como entretenimento que não ofende a inteligência do público, o filme é eficiente. O que não é pouco.

NOTA DO BAÚ: Um filme excitante do começo ao fim, Roteiro impecável, discordo da crítica acima, acho que Anthony Hipkins está perfeito em sua atuação, um filme bem dirigido, inteligente e que vale a pena você assistir, tome nota.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Festival do Rio 2009




A edição 2009 do Festival do Rio estará em toda a cidade de 24 de setembro a 8 de outubro.


O Festival do Rio é o maior festival de cinema do Brasil e da América Latina, com atenção e cobertura massivas da mídia. A cada ano, as principais produções dos festivais de Cannes, Sundance, Veneza e Berlim são apresentados ao público brasileiro durante o evento. Filmes inéditos no Brasil, com premieres internacionais, latino-americanas e nacionais, que confirmam a importância do Festival do Rio como porta de entrada para o cinema na América Latina e a maior vitrine para o cinema independente no Brasil.

O púbico verá mais de 300 longas e curtas metragens, vindos de mais de 60 países, nas mostras Premiere Brasil, Panorama Mundial, Expectativa, Limites e Fronteiras, Mostra Geração, Dox, Midnight Movies,, Mundo Gay e Pocket Films, entre outras.

No ano da França no Brasil, o Festival do Rio tem a honra de abrir os braços a cinematografia do país – representado todos os anos no evento – apresentando ao público uma grande homenagem ao canal de televisão ARTE e acolhendo a grande dama do cinema mundial, Jeanne Moreau, convidada de honra. São mais de 90 filmes espalhados pelo festival, estreitando ainda mais uma amizade já consolidada.

A Premiere Brasil, coração do Festival do Rio, traz ao público e ao mercado internacional cerca de 60 filmes brasileiros inéditos, em sua grande maioria em premiere mundial.

O Festival do Rio consolida também sua posição como plataforma de encontros de negócios para toda a área do audiovisual. Durante duas semanas, seminários, mesas redondas e encontros de projetos nas áreas de distribuição, co-produção e tecnologia enchem as salas do RioMarket, no pavilhão do Festival do Rio. Os principais executivos da indústria vem ao Rio durante o evento, para encontrar novos parceiros de negócios e estabelecer co-produções com o cinema brasileiro. Além disso, tem a chance de fazer "networking" e conhecer mais de perto o Brasil, o 9o. mercado audiovisual mundial.

No Pavilhão do Festival, realiza-se também o Cine Encontro, discussões do público com os diretores e atores da Premiere Brasil. O púbico terá ainda a chance de participar de outros debates sobre o mercado cinematográfico e ter acesso gratuito ao lounge de games baseados em grandes filmes.

A Prefeitura do Rio de Janeiro, em 2009, volta a se juntar aos grandes patrocinadores do Festival do Rio, juntamente com a Petrobras e a Oi.

O Festival do Rio em 2009 leva ainda, a mais de 20 novos locais de exibição, uma programação especial e gratuita para todos os públicos. Na parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, o Festival se estende por toda a cidade, em praças, comunidades e auditórios, abraçando o Rio de Janeiro em um clima de cinema.

Serão 15 dias de momentos mágicos!

PROGRAMAÇÃO DE FILMES

“Salve Geral” é escolhido para representar o Brasil no Oscar 2010



O filme Salve Geral – O Dia em que São Paulo Parou representará o Brasil na escolha entre os candidatos ao prêmio de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2010. Dirigido por Sérgio Rezende (Zuzu Angel), o longa relembra o fim de semana em que o PCC (Primeiro Comando da Capital) orquestrou ataques na cidade de São Paulo.


Salve Geral conta com Andréa Beltrão (Verônica) no papel de Lúcia, uma professora de piano que tenta tirar o filho de 17 anos da cadeia. O filme tem estréia prevista nos cinemas para o dia 2 de outubro.

O longa venceu outros nove candidatos, entre eles O Contador de Histórias, Jean Charles, A Festa da Menina Morta e Besouro e foi escolhido por uma comissão formada pelo crítico Carlos Alberto Mattos, pelo produtor Beto Rodrigues, pela pesquisadora Ivana Bentes, pelo diretor Carlos Gerbase e pelo exibidor Luiz Gonzaga de Lucca.

Os indicados à 82ª edição do Oscar serão anunciados no dia 2 de fevereiro de 2010; a premiação ocorre dia 7 de março de 2010, no Kodak Theatre, em Los Angeles.

Não gostou da escolha? Comente!

Veja o Trailer do filme: SALVE GERAL

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

TORTURADO - 2008




Sinopse:


Jimmy Vaughn é contratado pelo misterioso e "invisível" chefe do crime Ziggy para obter uma confissão do seu contador por meio de tortura. Jimmy ainda tem bem fresco em sua memória o brutal ritual de iniciação que foi submetido para fazer parte do grupo de Ziggy e isso fica muito claro nas sessões de tortura do contador. Mas Jimmy na verdade não é quem ele aparenta ser - na verdade é um agente infiltrado com laços familiares com a diretoria do FBI. Sua missão é simples: descobrir a identidade de Ziggy antes que este se infiltre no FBI e acabe com seus desafetos. Mas até que ponto se deve ir sem comprometer sua integridade física e moral?

Direção: Nolan Lebovitz
Roteiro: Nolan Lebovitz
Gênero: Policial/Suspense
Origem: Canadá/Estados Unidos
Duração: 107 minutos
Lançamento: 2008

Elenco:
- Cole Hauser: Kevin
- Laurence Fishburne: Archie Green
- James Cromwell: Jack
- Emmanuelle Chriqui: Becky
- Jon Cryer: Brian
- James Denton: Murphy
- Robert LaSardo: Mo

Nota do Baú: Um filme muito bom, mas tem que tomar cuidado, se não prestar atenção, vai perder o foco e acabar não entendendo nada. Mas se você prestar atenção, irá assistir a um filme inteligente, criativo e com um final surpreendente!!!

domingo, 20 de setembro de 2009

Desculpem a demora!!!

Pessoal, desculpe a demora para postar aqui na nossa Sessão Pipoca, fui hospitalizado na quarta feira passada 16/09/09 e só tive alta do hospital hoje 20/09/09. Então amanhã voltaremos com mais novidades e muitos bons filmes... Obrigado pela compreensão...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Ele Não Está Tão a Fim de Você - 2009

Poster do Filme: Internet Google Imagens
Sinopse:


Gigi (Ginnifer Goodwin) é uma romântica incurável, que um dia resolve sair com Conor (Kevin Connolly). Ela espera que ele ligue no dia seguinte, o que não acontece. Gigi resolve ir até o bar onde se conheceram, na esperança de reencontrá-lo. Lá ela conhece Alex (Justin Long), amigo de Conor. Ele tem uma visão bastante realista sobre os relacionamentos amorosos e tenta apresentá-la a Gigi, através de seu ponto de vista masculino. Por sua vez Conor é apaixonado por Anna (Scalett Johansson), uma cantora que o trata apenas como amigo e que se interessa por Ben (Bradley Cooper), casado com Janine (Jennifer Connelly). O casamento deles está em crise, o que não impede que Janine dê conselhos amorosos a Gigi, com quem trabalha. Outra colega de serviço é Beth (Jennifer Aniston), que namora Neil (Ben Affleck) há 7 anos e sonha em um dia se casar, apesar dele ser contrário à idéia.

Descrição:
Uma romântica incurável decide ir atrás de um homem com quem saiu, mas que não ligou para ela no dia seguinte. Com Jennifer Aniston, Jennifer Connelly, Ben Affleck, Justin Long, Drew Barrymore, Scarlett Johansson e Kris Kristofferson.

Ficha técnica:
título original:He's Just Not That Into You
gênero:Comédia
duração:02 hs 09 min
ano de lançamento:2009
site oficial:http://www.hesjustnotthatintoyoumovie.com/
estúdio:Flower Films / Internationale Filmproduktion Blackswan
distribuidora:New Line Cinema / PlayArte
direção: Ken Kwapis
roteiro:Abby Kohn e Marc Silverstein, baseado em livro de Greg Behrendt e Liz Tuccillo
produção:Nancy Juvonen
música:Cliff Eidelman
fotografia:John Bailey
direção de arte:Andrew Max Cahn
figurino:Shay Cunliffe
edição:Cara Silverman

Elenco:
Scarlett Johansson (Anna)
Bradley Cooper (Ben)
Ben Affleck (Neil)
Jennifer Aniston (Beth)
Jennifer Connelly (Janine)
Natasha Leggero (Amber)
Busy Phillips (Kelli Ann)
Drew Barrymore (Mary)
Angela Shelton (Angela)
Frances Callier (Frances)
Brandon Keener (Jarrad)
Rod Keller (Bruce)
Leonardo Nam (Joshua)
Wilson Cruz (Nathan)
Brooke Bloom (Paige)
Hedy Burress (Laura)
Sasha Alexander (Catherine)
Kris Kristofferson (Ken Murphy)
Kevin Connolly (Conor)
Ginnifer Goodwin (Gigi)
Michelle Carmichael (Mãe)
Justin Long (Alex)

Trilha sonora:

1. Corinne Bailey Rae - "I'd Like To"
2. My Morning Jacket - "I'm Amazed"
3. The Human League - "Don't You Want Me"
4. R.E.M - "Supernatural Superserious"
5. Tristan Prettyman - "Madly"
6. Talking Heads - "This Must Be the Place (Naive Melody)"
7. The Black Crowes - "By Your Side"
8. Wilco - "I Must Be High"
9. James Morrison - "You Make It Real"
10. Maroon 5 - "If I Never See Your Face Again"
11. The Replacements - "Can't Hardly Wait"
12. The Ting Tings - "Fruit Machine"
13. Lily Allen - "Smile"
14. Keane - "Somewhere Only We Know"
15. Erin McCarley - "Love, Save the Empty"
16. The Cure - "Friday I'm In Love"
17. Scarlett Johansson - "Last Goodbye"

NOTA DO BAÚ: Uma comédia romântica muito inteligente, com um humor apurado, embora não tenhamos lido o livro no qual o filme se baseia, estamos apresentando o filme como um bom divertimento, tem uma ótima história, atuação excelente das jovens revelações de Hollywood, uma pitada de verdades corriqueiras que podem acontecer em nosso dia-a-dia. O Baú recomenda, divirtam-se e não esqueçam da pipoca.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Ghost - Do Outro Lado da Vida - 1990

Imagem: Internet Google Imagens
Sinopse
 
Sam Wheat (Patrick Swayze) e Molly Jensen (Demi Moore) formam um casal muito apaixonado que tem suas vidas destruídas, pois ao voltarem de uma apresentação de "Hamlet" são atacados e Sam é morto. No entanto, seu espírito não vai para o outro plano e decide ajudar Molly, pois ela corre o risco de ser morta e quem comanda a trama, e o mesmo que tirou sua vida, é quem Sam considerava seu melhor amigo. Para poder se comunicar com Molly ele utiliza Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg), uma médium trambiqueira que consegue ouvi-lo, para desta maneira alertar sua esposa do perigo que corre.
Descrição:
Após ser assassinado, um jovem banqueiro busca ajudar sua esposa ainda viva, contando com o auxílio de uma médium charlatã para fazer a comunicação entre eles. Com Patrick Swayze, Demi Moore e Whoopi Goldberg. 
Ficha técnica:
título original:Ghost
gênero:Romance
duração:02 hs 06 min
ano de lançamento:1990
site oficial:estúdio:Paramount Pictures
distribuidora:Paramount Pictures
direção: Jerry Zucker
roteiro:Bruce Joel Rubin
produção:Lisa Weinstein
música:Maurice Jarre
fotografia:Adam Greenberg
direção de arte:Mark W. Mansbridge
figurino:Kendall Errair, Eric Harrison, Dawn J. Jackson e Ruth Morley
edição:Walter Murch
efeitos especiais:Industrial Light & Magic / Boss Film Studios
Elenco:
 
Patrick Swayze (Sam Wheat)
Demi Moore (Molly Jensen)
Whoopi Goldberg (Oda Mae Brown)
Armelia McQueen (Irmã de Oda Mae Brown)
Gail Boggs (Irmã de Oda Mae Brown)
Tony Goldwyn (Carl Bruner)
Susan Breslau (Susan)
Vivian Bonnell (Ortisha)
Bruce Jarchow (Lyle Furgeson)
Martina Degnan (Rosie)
Rick Aviles (Willie Lopez)
Angelina Estrada (Rosa Santiago)
Stanley Lawrence (Homem no elevador)
Christopher J. Keene (Homem no elevador)
Vincent Schiavelli
Trilha Sonora:
1 - Unchated Melody
Escrita por Alex North e Hy Zaret.
Interpretada por The Righteous Brothers.
2 - I'm Henry VIII, I am
Por Fred Murray & R.P. Weston.
3 - Kyrie Opening
Interpretada por David Hykes & the Harmonic Choir.
4 - No Hiding Place
Interpretada por Dorothy Love Coates e The Original Gospel Harmonettes.
5 - Since I Fell For You
Escrita por Buddy Johnson.
Interpretada por The Righteous Brothers
Principais prêmios e indicações:

Oscar 1991 (EUA)

Venceu nas categorias de Melhor Atriz Coadjuvante (Whoopi Goldberg) e Melhor Roteiro Original.
Indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora.

Prêmio Saturno 1991 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

Venceu nas categorias de Melhor Atriz (Demi Moore), Melhor Atriz Coadjuvante (Whoopi Goldberg) e Melhor Filme de Fantasia.
Indicado nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Música, Melhor Ator Coadjuvante (Tony Goldwyn), Melhores Efeitos Especiais e Melhor Roteiro.

Academia Japonesa de Cinema 1991 (Japão)

Indicado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

BAFTA 1991 (Reino Unido)

Venceu na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (Whoopi Goldberg).
Indicado nas categorias de Melhor Maquiagem, Melhor Roteiro Original e Melhores Efeitos Visuais.

Globo de Ouro 1991 (EUA)

Venceu na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante em Cinema (Whoopi Goldberg).
Indicado nas categorias de Melhor Filme - Comédia / Musical, Melhor Atuação de um Ator em Cinema - Comédia / Musical (Patrick Swayze) e Melhor Atuação de uma Atriz em Cinema - Comédia / Musical (Demi Moore).

People's Choice Awards 1991 (EUA)

Venceu na categoria de Comédia Favorita em Cinema.

Curiosidades:

Molly Ringwald fez teste para o papel de Molly.
Meg Ryan recusou o papel de Molly.
Nicole Kidman também fez teste para o papel de Molly.
Bruce Willis recusou o papel de Sam porque achou que o filme não teria sucesso.
O papel de Oda Mae não foi escrito tendo Whoopi Goldberg em mente, mas Patrick Swayze, um admirador da atriz, convenceu os produtores de que ela seria perfeita para o papel.
Quando o filme foi exibido em Monterrey, no México, ao entrar no cinema, as mulheres recebiam um envelope em que estava escrito Solo para mujeres, e que continha um pequeno lenço para que elas enxugassem as lágrimas.
A música "Unchained Melody" composta por Alex North já era conhecida antes de Ghost e até ganhou versões por outros artistas incluindo Elvis Presley, porém só depois do filme ela se tornou conhecida mundialmente.
A trilha sonora do filme, composta por Maurice Jarre, é combinada com percussão eletrônica e orquestra além de possuir uma versão totalmente orquestral de "Unchained Melody" adaptada pelo próprio Jarre. Foi indicada ao Oscar de Melhor Trilha Sonora, perdendo para Dança com Lobos.
Baixe a Trilha Sonora do Filme: DOWNLOAD
O BAÚ INDICA MAIS DOIS FILMES DE PATRICK SWAYZE: 
  • Dirty Dancing — Ritmo Quente - 1987
  • Para Wong Foo, Obrigado Por Tudo! Julie Newmar - 1995

Estamos de LUTO - MORREU 14/09/2009 - Patrick Swayze

Morre o ator Patrick Swayze


por Roberto Cunha

Ele conquistou corações no mundo inteiro ao interpretar um eterno apaixonado e também animou corpos e mentes nos embalos da dança. Agora, depois de uma luta de dois anos contra o câncer no pâncreas, faleceu aos 57 anos, em Los Angeles, o astro Patrick Swayze.
Dançarino, descendente de Apaches, o ator nascido em Houston, Texas, filho de uma coreógrafa e dona de academia de balé, deixa uma legião de fãs ao redor do mundo, não somente por seus personagens românticos, mas também pelos filmes de ação e papéis na televisão.
Sua popularidade cresceu com Dirty Dancing – Ritmo Quente, em 1987, quando recebeu indicaçao ao Globo de Ouro por sua atuação e por uma das músicas do filme cantada por ele. Mas foi com Matador de Aluguel e Ghost – Do Outro Lado da Vida, em 1990, que a carreira decolou.
Swayze fez sucesso também em outros filmes como Caçadores de Emoção e, mais recentemente, estava protagonizando na televisão a série de ação “The Beast”, exibida no canal por assinatura A&E. Seu último trabalho no cinema foi um roqueiro veterano no inédito Powder Blue (leia aqui).
Entre seus últimos trabalhos no cinema estão inclúidos a comédia De Bico Calado, Donnie Darko, As Minas do Rei Salomão, Dirty Dancing – Noites de Havana e Christmas in Wonderland.
No teatro, Swayze estrelou em Londres a peça “Guys and Dolls” em 2006, mas suas primeiras experiências foram na Broadway em “Goodtime Charley” (1975) e “Chicago” (2003). Swayze era casado com Lisa Niemi, filha de uma das alunas de sua mãe.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Segurança de Shopping - 2009

Imagem: Internet/Google
Sinopse:


Com um coração que não desiste, um estômago que não fica quieto e um juramento pessoal de defender seu território, ele é Paul Blart, um segurança de shopping center. Paul Blart, um cara gentil, acalanta o enorme sonho de tornar-se um patrulheiro estadual. Mas por enquanto, ele patrulha o shopping local na função de segurança. Com seu bigode bem aparado, seu transportador pessoal e sua atitude ''caxias'', só Blart parece levar seu trabalho a sério. Mas tudo isso muda quando uma gangue invade o shopping e faz reféns. Destreinado, desarmado e sendo ele mesmo um enorme alvo, Blart decide que agora é a hora do grandão mostrar a todos que é o melhor segurança de shopping que já viram.

Direção: Steve Carr

Roteiro: Kevin James,Steve Pink

Elenco: Shirley Knight (Mãe), Kevin James (Paul Blart), Jayma Mays (Amy), Keir O´Donnell (Veck Sims), Raini Rodriguez (Maya Blart), Stephen Rannazzisi (Stuart), Peter Gerety (Chefe Brooks), Bobby Cannavale (Comandante Kent)

Curiosidades:

» O roteirista de 'Alta Fidelidade' (High Fidelity), Steve Pink, é o responsável pelo roteiro do longa.

Nota do Baú: Uma comédia bacana, passa também uma mensagem de superação, uma vez que o Segurança Paul Blart, tenta passar em testes para ser policial, tem problemas com auto estima, um filme ótimo para assistir com a família, com muita pipoca é claro...
 
Baixe o Filme e divirta-se: DOWNLOAD

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

[Documentário] Buena Vista Social Club - 1999

Foto: Internet Google Imagens
Indicação documentário e Álbum - A Menina
Comunidade no Orkut - Piracicaba
* * *
Buena Vista Social Club é um documentário de 1999, produzido por Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos da América, Cuba e França, com roteiro e direção de Wim Wenders.

Sinopse:

Durante muitos anos, artistas cubanos da vanguarda ficaram no ostracismo, muitos deles sem tocar seus instrumentos por mais de dez anos.
O produtor musical Ry Cooder, com a expectativa de encontrar artistas cubanos e reuni-los para a gravação de um disco, viajou até Havana em 1996. Entre eles destacam-se Ibrahim Ferrer, Compay Segundo, Omara Portuondo, Eliades Ochoa, Faustino Oramas e Rubén Gonzáles. Foi realizado, então, o disco Buena Vista Social Club, cujo título é uma referência a uma antiga casa de shows cubana que havia deixado de existir por volta dos anos 50.
O documentário mostra, a partir do retorno de Ry Cooder a Havana em 1998, as histórias de vida dos músicos cubanos envolvidos no projeto e como o sucesso do disco Buena Vista Social Club, premiado com um Grammy, e refletida nas apresentações dos artistas em Amsterdan e no Carnegie Hall, em Nova Iorque, transformou a vida dessas pessoas.

Principais prêmios e indicações

Oscar 2000 (EUA)

Indicado na categoria de melhor documentário.

BAFTA 2000 (Reino Unido)

Recebeu o Prêmio Anthony Asquith por melhor música.
Indicado nas categorias de melhor filme não em inglês e melhor som.

Grande Prêmio Cinema Brasil 2001 (Brasil)

Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Satellite Awards 2000

Venceu na categoria de melhor filme documentário.
Indicado nas categorias de melhor edição e melhor som.

NYFCC Award 1999 (New York Film Critics Circle Awards, EUA)

Venceu na categoria de filme de não-ficção.

Discografia:

Buena Vista Social Club é o nome de um disco gravado em 1996, pelo produtor musical Ry Cooder, envolvendo músicos cubanos de vanguarda, que haviam, em grande parte, caído no ostracismo.
O nome se deve a uma antiga casa de shows cubana, que já havia deixado de existir nos anos 50.
A idéia do produtor musical era reunir em um disco os maiores artistas cubanos, como se formasse um grupo que, na verdade, nunca havia existido concretamente - os artistas, em geral, tinham suas próprias carreiras, ou tocaram em épocas diferentes.
Envolveram-se no projeto os músicos Ibrahim Ferrer (cantor), Compay Segundo, (cantor e tresero), Rubén González (pianista), Eliades Ochoa (violonista), Omara Portuondo (cantora), Barbarito Torres (alaúde cubano), Juan de Marcos González, Manuel "Puntillita" Licea, Orlando "Cachaito" López, Manuel "Guajiro" Mirabal, Amadito "Tito" Valdés e Pio Leyva.
O disco é objeto de documentário homônimo, de 1998, dirigido pelo alemão Wim Wenders.

Músicas:
  1. Chan Chan
  2. De camino a la vereda
  3. El cuarto de Tula
  4. Pueblo nuevo
  5. Dos gardenias
  6. Y tú qué has hecho
  7. Veinte años
  8. El carretero
  9. Candela
  10. Amor de la loca juventud
  11. Orgullecida
  12. Murmullo
  13. Buena Vista Social Club
  14. La bayamesa
Baixar as músicas do álbum: DONWLOAD
Baixar arquivos Torrent e Legenda do Documentário: DOWNLOAD

Fonte: Internet / Wikipedia

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Amarelo Manga - 2003

Foto: Internet
Dica da Trilha sonora do filme: A MENINA (Moderadora da Comunidade Piracicaba no Orkut)
Sinopse:

Guiados pela paixão, os personagens de Amarelo manga vão penetrando num universo feito de armadilhas e vinganças, de desejos irrealizáveis, da busca incessante da felicidade. O universo aqui é o da vida-satélite e dos tipos que giram em torno de órbitas próprias, colorindo a vida de um amarelo hepático e pulsante. Não o amarelo do ouro, do brilho e das riquezas, mas o amarelo do embaçamento do dia-a-dia e do envelhecimento das coisas postas. Um amarelo-manga, farto.

Elenco:

Matheus Nachtergaele (Dunga)
Jonas Bloch (Isaac)
Dira Paes (Kika)
Chico Diaz (Wellington)
Leona Cavalli (Lígia)
Conceição Camarotti
Cosme Prezado Soares
Everaldo Pontes
Magdale Alves
Jones Melo

Premiações:

- Ganhou o prêmio de melhor fotografia, no 7º Festival de Cinema Brasileiro de Miami, 2003.
- Prêmio da Conferederação Internacional dos Cinemas de Arte e Ensaio como melhor filme do Fórum do Festival Internacional de Berlim, 2003.
- Levou nada mais nada menos do que 10 prêmios para casa, no XIII Cine Ceará, 2003, nas seguintes categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Matheus Nachtergaele), melhor atriz (Dira Paes), melhor roteiro, melhor fotografia, melhor edição, melhor trilha sonora, melhor direção de arte e melhor figurino, que recebeu também um prêmio de R$15.000,00.

Curiosidades:

- O filme, que ganhou o prêmio do Minc (MInistério da Cultura) para filmes de baixo orçamento, custou R$ 500 mil.

Trilha Sonora:
  1. Defunkt (Lúcio Maia/Jorge Du Peixe/Pupillo/Jr. Areia)
  2. Acordando (Lúcio Maia/Jorge Du Peixe/Ganja Man)
  3. Dollywood (Lúcio Maia e Jr. Areia)
  4. Tempo Amarelo (Nação Zumbi)
  5. A Entidade (Lúcio Maia e Jorge du Peixe)
  6. Lígia (Fred Zero Quatro)
  7. Kanibal (Lúcio Maia e Fernando Catatau)
  8. Gafieira no Avenida (Lúcio Maia/Jorge Du Peixe/Jr. Areia)
  9. ...E o Boi Deitou (Lúcio Maia)
  10. Amarelo Manga (Otto/BNegão/Apolo 9)
  11. Nebuliza (João Carlos/Ganja Man/Daniel Bózio)
  12. O Fim (Lúcio Maia)
Fonte: Internet (Meu Cinema Brasileiro, Wikipédia, google)

Baixar Trilha Sonora: DOWNLOAD
Baixar Filme (Arquivo Torrent): DOWNLOAD

O Baú do Thiago - Sessão Pipoca agradece aos amigos e amigas da comunidade PIRACICABA no Orkut. Obrigado Galera!!!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Espelhos do Medo - 2008

Foto: Internet (pesquisa Giovani Honda)
Indicação do Filme: Giovani Honda
Sinopse:

Ben Carson (Kiefer Sutherland) é um ex-detetive que, há um ano, foi suspenso do Departamento de Polícia de Nova York por ter atingido com um tiro um policial infiltrado. O caso fez com que se tornasse alcóolatra, o que o afastou de sua esposa e filhos. Tentando retomar sua vida em família, Ben aceita o emprego de vigia noturno nas ruínas de uma loja de departamentos. Porém enquanto patrulha o local ele começa a notar algo estranho nos espelhos usados como enfeite, já que refletem imagens horripilantes.

Elenco:

Kiefer Sutherland (Ben Carson)
Paula Patton (Amy Carson)
Cameron Boyce (Michael Carson)
Erica Gluck (Daisy Carson)
Amy Smart (Angela Carson)
Mary Beth Peil (Anna Esseker)
John Shrapnel (Lorenzo Sapelli)
Jason Flemyng (Larry Byrne)
Tim Ahern (Dr. Morris)
Julian Glover (Robert Esseker)
Josh Cole (Gary Lewis)
Ezra Buzzington (Terrence Berry)
Aida Doina (Rosa)
Darren Kent (Jimmy Esseker)
Roz McCutcheon (Mãe de Jimmy)

Curiosidades:

Mirrors é um filme de 2008 estrelado por Kiefer Sutherland e dirigido pelo jovem cineasta francês Alexandre Aja, que iniciou suas gravações em Maio de 2007 na capital da Romênia, Bucareste. O título inicial do filme era The Mirror, porém, foi mudado posteriormente. É um remake de um filme sul-coreano de 2003 chamado Into the Mirror.

O Baú do Thiago - Sessão Pipoca, disponibiliza esse como o primeiro filme para você baixar e assistir em seu computador, basta clicar logo abaixo no MEGAUPLOAD.

Fonte: Internet / Wikipédia
Baixar o filme: clique aqui: Megaupload

Trilha Sonora de Pulp Fiction - Tempo de Violência Clique aqui para Baixar

Alguns Atores e Atrizes em época de colégio:


Fonte: Blog do Tio Ted (http://blogdotioted.blogspot.com/)

sábado, 5 de setembro de 2009

Tom Hanks

Foto: Internet Google imagens
Biografia


Nome completo Thomas Jeffrey Hanks
Data de nascimento 9 de julho de 1956 (53 anos)
Local de nascimento Concord, Califórnia

O BAÚ DO THIAGO - Indica os seguintes filmes do Tom Hanks:

  • Quero ser grande
  • Forrest Gump
  • Filadélfia
  • Sintonia de amor
  • O Resgate do Soldado Ryan
  • Náufrago
  • A Espera de um Milagre
  • Prenda-me Se for Capaz
  • O  Terminal
  • O Código Da Vinci

A vida pessoal

Hanks nasceu em Concord, na Califórnia. Seu pai, Amos Mefford Hanks, era um chef de cozinha e tinha parentesco com a mãe de Abraham Lincoln. Sua mãe, Janet Marylyn, filha de portugueses, era empregada num hospital. Eles se divorciaram em 1960.
Começou a atuar no teatro na Universidade de Sacramento, na Califórnia. Mudou-se para Nova Iorque, onde conheceu sua futura esposa, a atriz teatral Samantha Lewes, que era a atriz principal da companhia. Tiveram o primeiro filho, Colin Hanks antes do casamento, que ocorreu um ano após o nascimento do menino, em 1978. Quatro anos mais tarde tiveram uma filha, Elizabeth Hanks. Porém, a personalidade extrovertida de Hanks começou a se diferenciar da pessoa tímida que era Samantha Lewes e, em 1987, quando Hanks começava a ganhar fama, os dois divorciaram-se. Em 2001 foi diagnosticado um câncer em Samantha, e ela morreu em Março de 2002.
Em 1988 casou com Rita Wilson, uma atriz que ele havia conhecido num episódio de Bosom Buddies, e que reencontrou nas filmagens de Volunteers. Com Rita, Hanks teve mais dois filhos.

Início da carreira

Em Nova Iorque as oportunidades não apareceram logo para Hanks, que em pouco tempo estava desempregado. Com 24 anos teve uma chance, um pequeno papel em He Knows You're Alone, um filme de baixo orçamento.
Nesse mesmo ano, Hanks fez um teste para a televisão e foi contratado para fazer parte do elenco de Bosom Buddies, da ABC. Hanks fazia o papel de Kip Wilson, um jovem publicitário que se disfarça de mulher junto com o seu amigo Henry Desmond, interpretado por Peter Scolari, para entrar num hotel apenas para mulheres. Esse papel foi algo completamente diferente para ele, que estava habituado a fazer personagens de peças de Shakespeare.
O papel garantiu-lhe uma maior renda e a mudança para a Califórnia. Porém, após duas temporadas, o programa foi cancelado. Mas, para Hanks, a visibilidade desse trabalho tinha sido suficiente para lançar a sua carreira, garantido a presença em outras séries como Taxi, Happy Days e Family Ties.
Em Family Ties, Hanks fez parte da equipe de softball, onde ele se tornou amigo de Ron Howard, que mais tarde viria a ser o realizador do filme Splash.

O primeiro sucesso

Foi exatamente com Splash, uma comédia romântica, que Hanks ganhou mais popularidade. Ele aceitou o papel principal, que havia sido recusado por John Travolta, Bill Murray e Dudley Moore, no filme que contava a história de um empresário que se apaixona por uma sereia, interpretada por Daryl Hannah.
Hanks recebeu 70 mil dólares pelo trabalho, mas a maior recompensa foi ter sido o protagonista de um dos filmes de 1984 de maior sucesso. Esse sucesso garantiu a Hanks inúmeros papeis nos anos seguintes.
Em 1986, Hanks fez o papel de David Basner no filme Nothing in Common. Nesse filme, pôde interpretar um personagem que vivia um momento difícil que ele próprio já havia vivido. Nothing in Common mostrava a relação de David Basner com o seu pai, Max Basner (Jackie Gleason), que havia se separado da esposa e que agora sofria com uma doença renal.

Animações

Em 1995 fez a voz do xerife Woody no filme de animação Toy Story, com Tim Allen interpretando Buzz Lightyear, e com John Lasseter na direção. Em 1999, voltou a fazer a voz do xerife em Toy Story 2, novamente junto com Tim Allen e John Lasseter.
Em 2007 fez a voz dele próprio no The Simpsons Movie.
Atuação como diretor/realizador

Em 1996 Hanks realizou o filme That Thing You Do!, onde teve a oportunidade de trabalhar com a sua esposa e ele também trabalhou como ator. Com esse filme, apercebeu-se do quanto trabalhoso e cansativo era realizar um filme e decidiu que outros projetos ficariam para mais tarde.
Durante o período de divulgação dos seus filmes, Hanks passou a ser visto com uma enorme barba, criando um grande mistério sobre o que ele poderia estar fazendo. A resposta ao mistério veio em 2000, com o filme Cast Away. Hanks era Chuck Noland, um executivo da FedEx que, após um acidente de avião, vê-se sozinho numa ilha. As filmagens da primeira parte do filme foram feitas em 1999 e interrompidas por um ano para que o ator perdesse 20 kg e deixasse a barba crescer.
Em 2001, mais uma vez como produtor e diretor, Hanks voltou a falar sobre a guerra na minissérie da HBO Band of Brothers. Nessa série, ele voltou a trabalhar com Spielberg e teve a oportunidade de ter no elenco o seu filho Colin Hanks. Hanks fez ainda um pequeno papel como um oficial britânico.

Papel como criminoso e polícia

No ano de 2002, Hanks voltou às telas ao lado de Paul Newman, para fazer o papel de Michael Sullivan, um mafioso dos anos 20 no filme Road to Perdition (br: Estrada para Perdição; pt: Caminho para Perdição). No mesmo ano, interpretou o lado oposto no filme Catch Me If You Can (br: Prenda-me Se For Capaz; pt: Apanha-me Se Puderes), onde fez o papel de Carl Hanratty, um agente do FBI que tenta capturar o burlão Frank Abagnale, Jr., interpretado por Leonardo DiCaprio. Ainda em 2002, Hanks e a mulher Rita, desempenharam o papel de produtores da comédia My Big Fat Greek Wedding (br: Casamento Grego; pt: Viram-se Gregos Para Casar).

De volta à comédia

Em 1998, Tom Hanks voltou a fazer um filme do gênero que o lançou para a fama, a comédia. Na comédia romântica You've Got Mail, Hanks trabalhou ao lado de Meg Ryan, com quem já tinha trabalhado no filme Armed and Dangerous.
Em 2004, o ator voltou com mais dois filmes de comédia, o remake de The Ladykillers (br: Matadores de Velhinhas / pt.: O Quinteto da Morte), realizado pelos irmãos Coen, e The Terminal (br: O Terminal; pt: Terminal de Aeroporto), o terceiro filme no qual foi dirigido por Spielberg. Para o papel de Viktor Navorski em The Terminal, Hanks precisou trabalhar a sua pronuncia para interpretar o personagem, um estrangeiro do leste europeu que fica preso dentro do Aeroporto Internacional John F. Kennedy.
The Da Vinci Code

Após passar dois anos nos quais se dedicou à tarefa de produtor, Hanks voltou ao cinema com o filme The Da Vinci Code, uma adaptação do controverso livro de Dan Brown. Foi a terceira vez que o ator trabalhou com Ron Howard. Ainda em 2006, teve uma participação no filme de animação Cars (Carros), como o carro do xerife Woody, no epílogo do filme.
Recentemente entrou para o Livro dos Recordes por ter participado de sete filmes consecutivos, que quebraram a barreira dos cem milhões de dólares em arrecadação. Sua estrela na Calçada da Fama se localiza na 7030 Hollywood Boulevard.
Como diretor

1996 - The Wonders - O sonho não acabou

2001 - Crossroads, 5º episódio da minissérie Band of Brothers

Prêmios e Indicações

Oscar (EUA)

Cinco indicações na categoria de melhor ator, por Quero ser grande (1988), Filadélfia (1993), Forrest Gump - O contador de histórias (1994), O resgate do soldado Ryan (1998) e Náufrago (2000); venceu por Filadélfia e por Forrest Gump.

BAFTA (Reino Unido)

Três indicações na categoria de melhor actor, por Forrest Gump - O contador de histórias (1994), O resgate do soldado Ryan (1998) e Náufrago (2000).

Globo de Ouro (EUA)

Quatro indicações na categoria de melhor ator - drama, por Filadélfia (1993), Forrest Gump - O contador de histórias (1994), O resgate do soldado Ryan (1998) e Náufrago (2000); venceu por Filadélfia, Forrest Gump e Náufrago.
Três indicações na categoria de melhor ator - comédia / musical, por Quero ser grande (1988), Sintonia de amor (1993) e Jogos do Poder (2008); venceu por Sintonia de amor.

MTV Movie Awards (EUA)

Cinco indicações na categoria de melhor ator, por Filadélfia (1993), Forrest Gump - O contador de histórias (1994), Apollo 13 - Do desastre ao triunfo (1995), O resgate do soldado Ryan (1998) e Náufrago (2000); venceu por Filadélfia.
Duas indicações na categoria de melhor beijo, por Uma equipe muito especial (1992) e Náufrago (2000).
Cinco indicações na categoria de melhor equipe, por Sintonia de amor (1993), Filadélfia (1993), Toy Story (1995), Toy Story 2 (1999) e Náufrago (2000).
Uma indicação na categoria de melhor sequência de ação, por O resgate do soldado Ryan (1998).

Festival de Berlim (Alemanha)

Recebeu o Urso de Prata de melhor ator, por Filadélfia (1993).

Fonte: Wikipedia - Internet

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Trilhas Sonoras - A disposição dos que são seguidores do Blog!!!

Basta seguirem o Blog e deixar o E-mail que eu envio a Trilha que escolherem pessoal.

O TODO PODEROSO
01. Joan Osborne – One of Us
02. Plumb – God-Shaped Hole
03. Vertical Horizon – You’re A God
04. Snap! – The Power
05. Elvis Vs. Jxl – A Little Less Conversation
06. Fatboy Slim – The Rockafeller Skank
07. Mick Jagger – God Gave Me Everything
08. John Debney – Ab Positive
09. John Debney – Walking on Water
10. John Debney – Seventh at Seven
11. John Debney – Bruce Meets God
12. John Debney – Bruce’s Prayer
13. John Debney – Grace’s Prayer

KARATÊ KID II
01. Main Title
02. No Mercy
03. Six Months Later
04. Breathing – Daniel Nails It
05. Okinawa
06. Honor Very Serious
07. Time Flies
08. Enter Sato
09. Miyagi’s Home
10. No Choice
11. The Funeral
12. Their Song
13. Rekindled Love
14. Miyagi
15. Miyagi’s Attack
16. Daniel And Kumiko
17. Daniel Leaves
18. Old Friends
19. Moon Spots
20. Daniel’s Triumph

RAMBO III
01. Another Time
02. Preparations
03. The Money
04. I´m Used to It
05. Pesha War
06. Afghanistan
07. Questions
08. Then I´ll Die
09. The Game
10. Flaming Village
11. The Aftermath
12. Night Entry
13. Under and Over
14. Night Fight
15. First Aid
16. The Long Climb
17. Going Down
18. The Cave
19. The Boot
20. You did it John
21. The Showdown
22. Final Battle
23. I´ll Stay

CURTINDO A VIDA ADOIDADO
01. Sigue Sigue Sputnik – Love Missile F1-11
02. TeeVee Toons Inc – Jeannie (Theme From I Dream Of Jeannie)
03. The Flowerpot Men – Beat City
04. John Williams – Star Wars Main Theme
05. The Dream Academy – Please Please Please Let Me Get What I Want
06. Wayne Newton – Danke Schoen
07. The Beatles – Twist And Shout
08. Zapp – Radio People
09. Blue Room – I’m Afraid
10. General Public – Taking The Day Off
11. The Dream Academy – The Edge Of Forever
12. The (English) Beat – March Of The Swivelheads
13. Yello – Oh Yeah
14. Big Audio Dynamite – Bad
15. Sigue Sigue Sputnik – Love Missile F1-11 (Dance Mix)
16. The Dream Academy – Please Please Please Let Me Get What I Want
17. Yello – Oh Yeah (Dance Mix)

VELOZES E FURIOSOS
01. Faith Evans feat. Ja Rule, Vita & Caddillac Tah – Good Life Remix

02. Caddillac Tah – P.O.V. City Anthem
03. Ashanti – When A Man Does Wrong
04. Tank feat. Ja Rule – Race Against Time Part
05. Ja Rule Feat. Vita & 01 – Furious
06. R. Kelly – Take My Time Tonight
07. Scarface – Suicide
08. Black Child – The Prayer
09. Funkmaster Flex feat. Noreaga – Tudunn Tudunn Tudunn
10. Fat Joe feat. Armageddon – Hustlin’
11. Boo & Gotti – Freestyle
12. Limp Bizkit feat. Redman, Method Man & DMX – Rollin’
13. Ja Rule – Life Aint A Game
14. Shade Sheist feat. Nate Dogg – Cali Diseaz
16. Ja Rule feat. Vita & Lil’ Mo – Put It On Me Remix
17. Vita feat. Ashanti – Justify My Love

NOTA DO BAÚ:

LOGO MAIS POSTAREMOS MAIS CINCO FILMES E SUAS TRILHAS SONORAS!!!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Amor Além da Vida


Fotos: Internet (google imagens)
Sinopse:


Chris Nielsen, Annie e seus filhos consideram-se uma família feliz. Mas de forma inesperada os filhos morrem num acidente e Annie, em especial, fica muito abalada com o acontecimento.
Quatro anos depois, eles retomam as suas vidas, mas de novo a família é abalada pela morte de Chris num acidente e a sua alma vai para o Paraíso. Chegando lá começa a ter várias surpresas agradáveis, infelizmente depois de alguma alegria, ele fica a saber que a sua mulher Annie, desesperada pelo seu sofrimento, tinha cometido suicídio, e por isso os seu familiares não poderiam nunca mais se encontrar.
Chris vai então, em busca dela em uma jornada espiritual baseada na descrita por Dante Alighieri em sua obra mais famosa A Divina Comédia , mesmo a saber que ela não o reconhecerá. Mas como ele sempre dizia a todos da família "nunca desista" chegou a hora de pôr em prática, desta forma tendo o filme um final surpreendente.
Elenco:
• Robin Williams .... Chris Nielsen

• Cuba Gooding Jr. .... Albert
• Annabella Sciorra .... Annie Nielsen
• Max von Sydow .... seleccionador / rastreador
• Jessica Brooks Grant .... Marie Nielsen
• Josh Paddock .... Ian Nielsen
• Rosalind Chao .... Leona
• Lucinda Jenney .... sra. Jacobs
• Maggie McCarthy .... Stacey Jacobs
• Wilma Bonet .... Angie
• Matt Salinger .... reverendo Hanley
• Carin Sprague .... Cindy

Principais Prêmios e indicações:


Oscar 1999 (EUA)
• Venceu na categoria de melhores efeitos especiais.
• Indicado na categoria de melhor direção de arte.

Satellite Awards 1999 (EUA)
• Venceu na categoria de melhores efeitos especiais em cinema.

Curiosidades:

• Na cena em que Chris vai para a cidade no Paraíso, há várias pessoas voando, e entre elas estão Peter Pan, Wendy e Mary Poppins.
• A mãe do diretor é uma das pessoas que estão voando na biblioteca.
• A trilha sonora original foi composta por Ennio Morricone; entretanto, ela foi rejeitada após alguns testes na tela, e nenhuma explicação para a rejeição foi dada pelo diretor ou pelos produtores.

Nota do Baú:

Uma lição de amor. No filme somos convidados a refletir sobre o amor de um Marido por sua Esposa, após os desastres ocorridos, o suícidio de Annie, que aliás seria bastante polêmico religiosamente, mas o ponto forte fica na entrega de Chris Nielsen em resgatar sua esposa, quando todos dizem ser impossível. Mais uma vez show de interpretação do GIGANTE Robin Williams.
Uma História linda, um filme que realmente devemos ter em nossa coleção particular de Filmes, para ver e rever muito!!!